terça-feira, 30 de outubro de 2012

☺08°Cap/ 2° Temp


O último Adeus?


*Pensamentos do Justin*


Eu liguei para a SeuNome, mais de 10 vezes, mais ela não me atendia, porra! Eu estava com saudades da minha pequena.
Então resolvi ir até a casa dela, ainda era de manhã, e provavelmente ela estaria dormindo, mais fazer oque né. Eu estava começando a ficar preocupado.

Chamei o Kenny (meu segurança) para vir comigo, pois eu ia atravessar em plena avenida, e provavelmente estaria lotada de fãs. Então ele pegou um carro e veio atrás de mim.
Quando cheguei lá, eu vi que as janelas do quarto da SeuNome estavam fechadas... E eu achei estranho pois todos os dias que eu vou lá bem de manhãzinha, as janelas estão sempre abertas.

Toquei a campainha, mais de 3 vezes, e ninguém atendia. Então resolvi ligar para a casa dela, e ninguém atendia também.

[...]

Depois de esperar 30min. eu resolvi ir em bora e entrei no carro... E derrepente eu vejo o pai da SeuNome vindo em direção contrária. Desliguei o carro novamente, e sai para conversar com ele.

Justin: Bom dia senhor, eu estava aqui na porta da sua casa. A SeuNome ta aí?
SeuPai: Não. -ele disse com a voz grossa e com mau-humor-
Justin: Onde ela está?
SeuPai: Na casa dela!! AGORA ME DÁ LICENÇA QUE EU PRECISO ENTRAR!!
Justin: Ta, pode passar. Mais aqui que é a casa dela!
SeuPai: Ela voltou a morar com a mãe dela!!! AGORA SAI DAQUI, PORQUE EU NÃO ESTOU BEM!
Justin: ...

Eu fiquei sem forças naquele momento, tudo parecia estar perdido, parecia que o meu mundo ia acabar, e que tudo dessa vez ia dar errado. Então eu sentei ali mesmo na calçada, chorei, e lamentei, por tudo...

O Kenny ficou ali comigo, ele também ficou abismado com a notícia, pois ele adorava a SeuNome. Eles se davam muito bem juntos...

*Seus Pensamentos*

Acordei hoje com os gritos da minha mãe. Ela queria que eu fosse junto com ela para o Aeroporto de Los Angeles para receber meu tio avô, que eu não via a mais de 5 anos.

SuaMãe: VAMOS!! Acorda! Já peguei a sua roupa, se troca e toma café. AGORA!
Você: Ta bom!! Já estou indo...
Vesti minha roupa, e fui para o banheiro... Lá eu me olhei no espelho, e vi que a solidão tomava conta de mim por inteira, e que a minha vida, sem um garoto que me chamava de "minha pequena" todos os dias, não era a mesma.... Era ele.... O Justin.... Só ele poderia me fazer feliz, só com ele eu poderia acordar todos os dias feliz...
Me olhei de novo no espelho, e vi uma tesoura lá atras, na pia.... Ela ficava lá porque minha mãe todos os dias usava para abrir a embalagem de um creme, que só ela usava.
Peguei a tesoura....


Chorei muito, só de ver o sangue saindo de mim, pra mim aquilo aliviaria a dor que eu estava sentindo...
Só eu podia explicar oque eu havia sentido. E qualquer um que me visse, acharia que oque eu estou fazendo é besteira.... Mais eles não entendem.

[...]




Coloquei uma blusa de manga comprida para ninguém ver oque eu tinha feito.
Tomei café junto com a minha mãe. E nós fomos a caminho do aeroporto.
No caminho liguei para o meu pai avisando que o meu tio avô já estava chegando e eu e minha mãe estávamos quase chegando no Aeroporto de Los Angeles.

[...]


*Pensamentos do Justin*

Fiquei na calçada ainda chorando muito, e derrepente o pai da SeuNome abre a porta desesperadamente e me chama para perto dele.

SeuPai: Justin, você ama a minha filha?
Justin: Amo, muito.
SeuPai: Então, se você quer se encontrar com ela AGORA essa é a sua chance, vai lá garoto!
Justin: Como assim? Aonde ela tá?
SeuPai: No Aeroporto de Los Angeles, ela foi buscar o tio dela! É muito longe, mais se você coragem garoto, você chega lá a tempo de encontra-la.
Justin: Muito Obrigado!! -eu disse com o coração apertado-

Falei para o Kenny, deixar todos os Jatinhos prontos para a decolagem, Los Angeles era longe e eu tinha que conseguir chegar até lá.
Peguei o meu carro e fui o mais rápido possível até o Aeroporto da minha cidade.

[...]

Quando cheguei lá, o Kenny me ajudou a manter o contato com a minha mãe, e dissemos para ela que estávamos indo agora para Los Angeles. Que era algo muito importante.
O Jatinho decolou, e lá de cima eu enchergava as nuvens, e a cada metro de distância em que passavamos eu tinha mais esperança de conseguir encontrá-la.

[...]

Finalmente cheguei no aeroporto, fui até a recepcão e perguntei onde era o lugar dos desembarques. 
Ela me disse que era no 4° piso, e estava muito longe, mais eu não desisti, corri o máximo que eu consegui.


Eu estava muito cansado, de ter que subir todas aquelas escadas.


Quando cheguei no 4° piso, eu a-vi, e meus olhos se fixaram só pra ela.


E por impulso eu gritei:
"É O ÚLTIMO ADEUS?!!!"



-----------------------------------------------------------------------------------------------------
KKKKKKKKKKKKKK
Vou deixar vocês curiosaaaas ~haha a a a

Mais eaí? Gostaram?
Tô deixando os cap. com muito suspense né? Eu prometo que um dia eu paro.

Miil Beijos >.< 
E beijo na bunda a a a 
------------------------------------------------------------------------------------------




6 comentários:

  1. leitora nova continua ta mt perfeito:)

    ResponderExcluir
  2. Awwnnn amor >.< Que perfeito cara.
    Continua

    ResponderExcluir
  3. esta super amanha poste pq acabei de começar de ler a IB e ja ta aki entaaum continua poor avoor ja li tds os tipoos de IBs e ainda elio hj mtas e a demora so e as postagens enaatum posta logo poor favoor eu ja tava chorando com td isso q aconteceu..quer dizer ainda choro mais continua logoo. :(

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Kkkk awwn flooor >.<
      Claro, já postei o cap. 9 hoje >.<

      Beeeijos

      Excluir

Visitinhas